v. 28, n. 2 (2008)

Editorial

Ao publicarmos este número da Revista Vidya, que coincide com o encerramento do ano letivo de 2009, temos a satisfação de, ao fazermos um balanço desse período anual, reconhecermos os importantes passos que foram dados em direção à meta, sempre presente, de garantirmos a crescente qualidade deste periódico institucional. Devemos referir, dentre os principais, o lançamento da versão digital da revista, que permite o acesso a resumos e textos completos publicados desde 2005, bem como um primeiro registro de indexação, em Sumários.org. Além disso, houve ampliação do quadro de pareceristas (referees ad hoc) e a esses fundamentais colaboradores externamos o nosso agradecimento. Também merece destaque o fato de, cada vez mais, contarmos com artigos de pesquisadores/professores de todo o Brasil, o que muito nos honra e enriquece o diálogo proposto pelo perfil editorial desta publicação.

Na presente edição, esse diálogo se confirma na reunião de textos que versam sobre a importância da perspectiva multicultural na formação continuada de professores, com um estudo de caso desenvolvido no Estado do Rio de Janeiro; a situação dos professores universitários substitutos, a partir de uma investigação realizada em seis instituições públicas da região sul do país; e as estratégias didáticas necessárias à dinamização e/ou aprofundamento do conhecimento, quer sejam no campo da Matemática, quer sejam no âmbito da Pedagogia. No primeiro caso, essas estratégias são pensadas tanto em relação à resolução de um problema, sendo propostas soluções alternativas e variações na sua formulação, quanto à necessária articulação espaço/forma, no que concerne à aprendizagem geométrica, destacando-se a importância das invariantes topológicas para esse aprendizado.  No segundo, a partir da perspectiva complexa e ecossistêmica de pesquisa realizada junto a acadêmicos do Distrito Federal, são analisados os acertos e as contradições das práticas docentes em um curso de Pedagogia.

Além dessas abordagens, são igualmente relevantes as reflexões sobre a situação dos cursos de Direito no Brasil, problematizando-se as questões relacionadas à massificação e ao acesso a essa formação acadêmica; e a importância de se questionar o termo equilíbrio, atualizando sua compreensão no âmbito das teorias e técnicas na área de Fisioterapia.

Com a certeza de que essas perspectivas críticas e inovadoras contribuirão para nosso pensar e agir enquanto profissionais da grande área da Educação, agradecemos a todos que fizeram e fazem parte dessa caminhada, aguardando sugestões e críticas para seguirmos nesse percurso necessariamente inacabado.

Inara de Oliveira Rodrigues

Editora

Sumário

Artigos

Angela Rocha dos Santos, Ana Canen
PDF
16
Daniela da Silva Aimi, Greice Scremin, Silvia Maria de Aguiar Isaia
PDF
12
Alcibiades Gazzoni, Augusto Ost
PDF
10
Eluiza Zanlorenzi
PDF
12
José Carlos Pinto Leivas
PDF
14
Renato de Oliveira Brito
PDF
16
Ana Clara Bonini-Rocha, Arnaldo Luiz Seixas Valentim
PDF
8