ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA E FILOSOFIA DA LINGUAGEM: UMA NOTA COMPARATIVA

Ronai Rocha

Resumo


Corno compreender as imensas possibilidades da linguagem se não vamos além da confusão entre os seus níveis morfológico e sintático? Como compreender o potencial do conhecimento humano se não avançamos para além das teorias que dizem que os conceitos são formados por abstração, a partir das imagens mentais e das idéias? Diante desses fatos, não parece razoável concordar com as pessoas que passam a detestar o aprendizado da língua escrita no exato momento curricular em que essas indistinções começam a ser cometidas, em nome da lógica dos conteúdos?

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM

 

 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.