O DISCURSO GEOMÉTRICO MOVIMENTANDO VISUALIDADES DE PROFESSORES EM UMA OFICINA DISPOSITIVO-PEDAGÓGICO

Débora Regina Wagner, Cláudia Regina Flores

Resumo


Este artigo tem como objetivo problematizar um discurso geométrico empregado por professores que ensinam matemática, num curso de formação. Foram realizadas quatro oficinas centradas num estudo acerca de imagens da arte e suas possibilidades para o ensino da matemática. Para a análise destas oficinas considerou-se os conceitos de visualidade, enunciado, dispositivo pedagógico e experiência formativa. Particularmente, desta análise, destaca-se um discurso matemático ligado à geometria, à simetria, proporcionalidade, ordem, realidade, perfeição, organização, que permeia o olhar dos professores e produz formas particulares de subjetivação. Conclui-se que uma formação ou capacitação docente, pautada em processos de conscientização, de reflexão e de apropriação de modos de ensinar não leva a desnaturalização de verdades empregadas por meio de um discurso da geometria e o uso da arte em sala de aula.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM

 

 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.