TRAÇOS PÓS-MODERNOS NA POÉTICA DE CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE

Kathi Crivelaro Lopes

Resumo


Trazendo na bagagem uma tradição de ruptura com a arte acadêmica, construída pelos artistas de 22, Carlos Drummond de Andrade assimilou todas as conquistas da vanguarda modernista, depurando-as, entretanto, de tudo aquilo que era irracionalismo, formalismo e puro deboche. Desprezou também o nacionalismo folclórico e exótico da geração anterior, em busca da maturidade de uma obra em que se evidenciam tendências pós-modernas, como os procedimentos lúdicos da linguagem, o recurso à intertextualidade, por vezes a desmotivação ideológica e a estética do fragmentário.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM

 

 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.