ROMPENDO BARREIRAS ATITUDINAIS: UM CAMINHO DE APROXIMAÇÃO COM O OUTRO “DIFERENTE”

Márcia Doralina Alves, Caren Rosane Segatto e Souza

Resumo


O presente artigo trata de uma reflexão a respeito das barreiras atitudinais: um caminho de aproximação com o outro "diferente". 0 estudo, de cunho bibliográfico, tem como objetivos apresentar e refletir sobre as barreiras atitudinais que impedem o acesso de muitos sujeitos, com necessidades especiais, de fazerem parte da sociedade como um todo, proporcionando, assim, um maior esclarecimento aos professores e demais profissionais envolvidos com o tema em questão. A sociedade, ao mesmo tempo em que produz normas para amenizar as deficiências/diferenças, estigmatiza os indivíduos ou grupos que não se enquadram nas normas sociais vigentes. Tais normas podem ser modificadas e percebe-se um grande desafio para que as limitações, impostas pelas múltiplas manifestações de deficiência, não sejam confundidas com impedimentos. Cabe a nós, professores, e demais profissionais transformarmos a concepção maniqueísta por meio da qual muitos sujeitos "diferentes" ainda são vistas, rompendo com barreiras físicas e atitudinais como a declarada e evidente rejeição a deficiência e ao deficiente ou, ainda, pelas manifestações de tolerância.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM

 

 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.