ÁGUA, SAÚDE HUMANA E O AMBIENTE

Marlene da Silva Mello Dockhorn

Resumo


Ao longo da História, a humanidade passou por períodos em que foram resolvidos problemas que afetaram sua qualidade de vida, como, por exemplo, a descoberta dos agentes microbianos, responsáveis por epidemias, e suas formas de transmissão, muitas veiculadas pela água. Assim, avanços inquestionáveis têm ocorrido nestes dois últimos séculos: diagnósticos e respectivos tratamentos e, mais atualmente, a ênfase na prevenção ou diagnóstico precoce de doenças, oportunizando medidas que impedem sua evolução. Mas, simultaneamente, devido ao progresso, o homem tem tratado a natureza de forma egoísta, imediatista, sem medir as consequências de seus atos. E a água, um dos elementos mais preciosos da natureza, tem sido um bem com o qual o homem não tem se preocupado suficientemente. Como consequência, doenças, que já poderiam ter sido erradicadas, continuam elevando as taxas de morbimortalidade em todo o mundo e outras ressurgem, o que leva à manutenção ou ao ressurgimento de problemas já enfrentados pelos povos da Antiguidade.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.37781/vidya.v24i41.426

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM

 

 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.