LUDOTECAS: UMA PROPOSTA CRIATIVA E EMANCIPATÓRIA NA EDUCAÇÃO

Autores

  • Gilse Antoninha Morgental Falkembach
  • Janice Vidal Bertoldo
  • Janilse Fernandes Nunes Vasconcelos
  • Maria Joanete Martins da Silveira
  • Patrícia do Amaral Comarú

Resumo

Neste relato de experiência, expõe-se como as ludotecas potencializam o desenvolvimento da criatividade nos seus participantes. Na pesquisa de investigação–ação, os pesquisadores, bolsistas e voluntários observaram os participantes, coletaram os dados em fichas e possibilitaram, em seminários, a discussão, reflexão, interpretação, reavaliação e o replanejamento constante da atuação dos bolsistas e voluntários nas diferentes estações da ludoteca. Essa experiência foi realizada em  duas escolas, uma estadual e outra particular em Santa Maria, onde se desenvolveram sete ludotecas, de junho a novembro de 2005, envolvendo quatro pesquisadores, alunos dos cursos de Pedagogia: Anos Iniciais e Educação Infantil, Sistemas de Informação, 337 alunos das escolas citadas e pessoas da comunidade, cujas idades variaram de 3 a 40 anos. Os resultados demonstram que as ludotecas proporcionaram aos participantes atividades que possibilitaram um processo criativo, um ambiente em que houve redução da frustração, aceitação de novas idéias, da fantasia, da imaginação, encorajamento do pensamento divergente, eliminação de ameaças e estímulo à participação, liberdade e escolha de ação e de expressão, fatores que facilitam o processo criativo. Havia a possibilidade de pensar, sentar e agir, devido à segurança, autonomia e liberdade nas diferentes estações da ludoteca.

Downloads

Publicado

2006-04-22

Edição

Seção

Artigos