A NOÇÃO DE JUSTIÇA EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES: CONTRIBUIÇÕES DA INTERVENÇÃO DO ADULTO

Ligiane Raimundo Gomes, Cilene Ribeiro de Sá Leite Chakur

Resumo


Esta pesquisa investigou o desenvolvimento da noção de justiça em crianças e adolescentes, considerando que essa construção só é possível mediante a interação do indivíduo com os mais variados ambientes. Selecionamos uma história sobre a justiça imanente, do próprio estudo de Piaget e, utilizando o método clínico, entrevistamos crianças e adolescentes de três faixas etárias: 6 a 8 anos, 10 a 11 anos e de 13 a 15 anos. Os resultados mostram um desenvolvimento crescente em direção à autonomia. Concluímos que a intervenção do adulto (pais e professores), nos mais variados ambientes, contribui para a superação da moral heterônoma.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM

 

 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.