REVISTA DO ENSINO/RS (1951-1961): UM OLHAR HISTÓRICO SOBRE AS DIRETRIZES DA EXPERIMENTAÇÃO NO ENSINO DE CIÊNCIAS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.37781/vidya.v41i1.3506

Resumo

Este artigo analisa as propostas didáticas de experimentações contidas na Revista do Ensino do Rio Grande do Sul, no período de 1951-1961, a predominância disciplinar e os conteúdos científicos abordados pelas mesmas. O recorte temporal compreende o início da segunda fase de distribuição do periódico e a promulgação da Lei 4.024, que fixou as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Classifica-se quanto a natureza como qualitativa, sendo a abordagem técnico-metodológica embasada na Análise Documental. Os dados empíricos foram obtidos no Repositório Digital Tatu, vinculado a Universidade Federal do Pampa. Constatou-se a presença de experimentações em 82% dos exemplares, 120 experimentos: 56 direcionados a conteúdos de Biologia, 34 de Química e 30 de Física. Predominaram propostas com caráter empirista (86%), pautadas em registros sistemáticos, replicabilidade e direcionadas a observação. Além disso, três exemplares apresentaram indícios de interdisciplinaridade, sendo os discursos sobre a temática intensificados no Brasil somente na década de 1960.

Biografia do Autor

Vitor Garcia Stoll, Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA

Licenciado em Ciências da Natureza (UNIPAMPA, 2017). Pós-Graduado em Metodologia do Ensino de Biologia e Química (FUNIP, 2020). Mestrando em Ensino, pela UNIPAMPA - Campus Bagé. Professor de Ciências na rede municipal de Dom Pedrito/RS. Membro do Grupo de Estudos em Educação, História e Narrativa (GEEHN). 

Alessandro Carvalho Bica, Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA

Doutor em Educação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos, Mestre em Educação pela Universidade Federal de Pelotas e Licenciado em História pela Universidade Federal de Pelotas; Presidente da Associação Sul-Rio-Grandense de Pesquisadores em História da Educação (ASPHE) ? Gestão 2019-2021; Professor da Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA) na área de Educação; Coordenador do Programa de Mestrado Acadêmico em Ensino (PPGMAE/UNIPAMPA/Bagé) e Docente Permanente no Mestrado Profissional em Educação (PPGE/UNIPAMPA/Jaguarão); Líder do Grupo de Estudos em Educação, História e Narrativas (GEEHN/UNIPAMPA).

Cadidja Coutinho, Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA

Graduação em Ciências Biológicas (Bacharelado e Licenciatura)/UFSM. Doutorado e Mestrado em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde/ UFSM. Especialização em TIC aplicadas à Educação/UFSM e em Educação Ambiental/UFSM. Prof. Adjunta na UNIPAMPA Campus Dom Pedrito. Docente do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências (PPGEC)/UNIPAMPA Campus Dom Pedrito. Pós-doutoranda pelo PPG em Ensino de Ciências e Matemática da Universidade Franciscana (UFN). Líder do Grupo Colaborativo de Estudo e Pesquisa: FLEXILHAS. 

Ticiane da Rosa Osório, Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA

Licenciada em Ciências da Natureza pela Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA - Campus - Dom Pedrito - RS (2016).  Membro do Grupo de Pesquisa Coeducar: Aprender em ação, Metodologias de Ensino e Formação de Professores - UNIPAMPA (2018), tendo como linha de pesquisa primordial a Epistemologia das Ciências nos diferentes contextos formativos. Membro do Grupo de estudos e pesquisa em Educação e Cultura Quilombola - UNIPAMPA, e pesquisadora do grupo de pesquisa Educação Transversal da Universidade Federal do Espírito Santo. Possui Especialização em Ensino de Ciências na Educação do Campo na UNIPAMPA - Campus Dom Pedrito e Mestrado em Ensino no Programa de Pós-Graduação em Ensino (MAE) - UNIPAMPA - Campus - Bagé. Atualmente aluna na Especialização no Ensino de Ciências da Natureza: Práticas e Processos Formativos na UNIPAMPA - Campus - Dom Pedrito.

Downloads

Publicado

2021-05-24

Como Citar

Garcia Stoll, V., Carvalho Bica, A., Coutinho, C., & da Rosa Osório, T. (2021). REVISTA DO ENSINO/RS (1951-1961): UM OLHAR HISTÓRICO SOBRE AS DIRETRIZES DA EXPERIMENTAÇÃO NO ENSINO DE CIÊNCIAS. VIDYA, 41(1), 93–112. https://doi.org/10.37781/vidya.v41i1.3506