REPRESENTAÇÕES SOCIAIS SOBRE A ÁREA DE LETRAS SOB A PERSPECTIVA DA LINGUÍSTICA SISTÊMICO-FUNCIONAL

Angela Medeiros de Assis Brasil

Resumo


Este trabalho apresenta uma análise das representações sociais sobre a área de Letras construídas por uma turma do curso de Letras/Inglês da UFSM, por meio de noções da Linguística Sistêmico-Funcional de Halliday (1994, 2004)**. Moscovici (2007, p. 21) considera que as representações são um sistema de valores, ideias e práticas com a dupla função de estabelecer uma ordem para as pessoas se orientarem em seu mundo material e tornar a comunicação possível entre os membros de uma comunidade. O corpus é composto por dados coletados de um questionário escrito, aplicado aos alunos do curso de Letras/Inglês da UFSM. Apresentamos a análise das respostas dadas a uma das perguntas do questionário (“Por que você decidiu cursar Letras?”), com o objetivo de observar quais tipos de processos são recorrentes nas respostas dadas e qual a relação do sistema de transitividade na construção das representações sociais sobre Letras dos alunos. A maioria dos processos identificados no corpus é do tipo mental (62,16%), provavelmente por que a  pergunta faz referência à área afetiva do aluno.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM

 

 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.