CRIANÇA QUE VIRA PASSARINHO E VOA: IMAGENS DA INFÂNCIA E SUA POTÊNCIA NO DESFORMAR DA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.37781/vidya.v40i2.3328

Resumo

Este artigo tem como objetivo problematizar elementos da Educação Matemática nos Anos Iniciais a partir/com imagens produzidas na infância. Esta problematização ocorre em meio a um compor com poesia, narrativa e diálogos com autores que versam sobre a infância e o lugar que ocupa na escola. Esse compor é direcionado pelos afetos causados por imagens produzidas com um celular na mão na procura de matemáticas por crianças de 6 e 7 anos em uma escola. Assim, relembramos algumas marcas desses encontros e, mobilizadas por elas, discutimos sobre o desformar que elas causam na matemática, na formação de professores, no currículo e em tantos outros elementos da educação. Com isso, somos mobilizadas a pensar essas imagens também na Educação Matemática e evidenciamos a necessidade cada vez mais forte de uma educação e de uma pesquisa que sejam infantes, assumindo o encantamento, o novo, que operem com potências e que se desformam com as crianças.

Biografia do Autor

Amanda Silva de Medeiros, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Suely Scherer, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Doutora em Educação - Currículo, Professora Adjunta da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Downloads

Publicado

2020-11-06