A MATEMÁTICA ESCOLAR NO CERNE DE DEBATES HISTÓRICOS ENTRE PROFESSORES: TRAMAS DE PRESCRIÇÕES, CONCEPÇÕES E SABERES DOCENTES

Tercio Girelli Kill, Julia Schaetzle Wrobel

Resumo


Discussões públicas que têm como mote a Matemática escolar não são incomuns na história da educação matemática. Nesse contexto, o presente estudo se propõe delinear concepções sobre a Matemática escolar em Vitória, capital do Espírito Santo, nos primeiros anos do século XX, e também relações com contextos mais amplos. Serviram como fontes cartas publicadas no jornal Diário da Manhã em 1933, de autoria dos professores Ericsson Cavalcanti e Alberto Stange Junior. Busca analisar as concepções sobre matemática escolar, o perfil dos responsáveis pelo seu ensino e a produção de materiais didáticos. O estudo retrata elementos históricos constitutivos da Matemática escolar, no contexto de dinâmicas discursivas próprias, porém recorrentes no tempo. Foram constatadas posições divergentes relativas às feições da Matemática escolar, ao perfil dos docentes e à produção de materiais didáticos.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM

 

 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.