MODELAGEM MATEMÁTICA E PAULO FREIRE: UM OLHAR PARA AS ARTICULAÇÕES NAS PESQUISAS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.37781/vidya.v43i2.4609

Resumo

Considerando a proposta do número temático “Interlocuções teóricas em pesquisas sobre Modelagem Matemática na Educação Matemática”, este artigo tem como objetivo evidenciar as articulações entre o legado de Paulo Freire e as pesquisas em Modelagem Matemática no Brasil. Para tanto, realizamos uma investigação qualitativa, de natureza bibliográfica, que buscou teses e dissertações que relacionam a Modelagem com a obra de Paulo Freire. Ainda são poucas as pesquisas que utilizam o legado freireano, e nas analisadas identificamos que há uma preocupação em se trazer conceitos freireanos para o contexto das pesquisas e que estes se articulam, em maior ou menor grau, com referencial teórico pertinente a Modelagem Matemática, assim como com os seus resultados em análise de desenvolvimento de atividades. Constatamos que há relações entre a obra de Freire e a Modelagem e identificamos algumas evidências de como o legado de Paulo Freire pode contribuir com futuras pesquisas em Modelagem.

Biografia do Autor

Ana Paula Malheiros, Universidade Estadual Paulista - UNESP

Professora Livre-Docente do Departamento de Matemática e do Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática, PPGEM, da UNESP, Rio Claro, SP. Possui graduação em Licenciatura em Matemática pela UNESP, Rio Claro (2000), mestrado (2004), doutorado (2008) e livre-docência (2019) em Educação Matemática pela mesma instituição. Tem experiência na área de Educação, mais especificamente, Educação Matemática e suas pesquisas têm foco, prioritariamente, em Modelagem Matemática e Formação de Professores. É coordenadora do Grupo de Pesquisa Diálogos e Indagações sobre Escolas e Educação Matemática (DIEEM), cadastrado no Diretório de Grupos do CNPq e certificado pela Unesp. Atualmente é Editora Associada do Bolema e membro da Comissão Científica do Grupo de Trabalho em Modelagem Matemática (GT-10) da Sociedade Brasileira de Educação Matemática (SBEM). 

Lahis Souza, Universidade Federal do Acre - UFAC

Professora Adjunta do Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas (CCET), área Educação Matemática da Universidade Federal do Acre e do Mestrado Profissional em Ensino de Ciências e Matemática na mesma instituição. Possui Licenciatura em Matemática pela Universidade Federal de Viçosa (UFV- MG), Campus Viçosa. Mestrado e Doutorado em Educação Matemática pelo Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática da Universidade Estadual Paulista "Júlio Mesquita Filho" - UNESP, Rio Claro. Membro dos Grupos de Pesquisa GATE (Grupo de Atenção às Tecnologias na Educação) e do DIEEM (Diálogos e Indagações sobre Escolas e Educação Matemática). Pesquisas com foco em: Tecnologias Digitais, Formação de Professores, Modelagem Matemática e os Estudantes da Educação Básica.

Régis Forner, Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (SEDUC-SP)

Doutor em Educação Matemática pelo Programa de Pós Graduação em Educação Matemática na UNESP Rio Claro. É Supervisor de Ensino da SEDUC-SP e Professor Formador da PREFEITURA MUNICIPAL DE ENGENHEIRO COELHO. Foi professor efetivo de Matemática da rede estadual de ensino de São Paulo e também Professor Coordenador. Tem experiência na área de Matemática, com ênfase em Matemática. É membro do Grupo de Pesquisa DIEEM (Diálogos e Indagações sobre Escolas e Educação Matemática) desde 2019.

Downloads

Publicado

2023-12-15

Como Citar

Malheiros, A. P., Souza, L., & Forner, R. (2023). MODELAGEM MATEMÁTICA E PAULO FREIRE: UM OLHAR PARA AS ARTICULAÇÕES NAS PESQUISAS. VIDYA, 43(2), 133–149. https://doi.org/10.37781/vidya.v43i2.4609