CONFIGURAÇÃO ELETRÔNICA NOS LIVROS DIDÁTICOS DE QUÍMICA DO PNLD 2018-2020: UM ESTUDO HISTÓRICO-CONCEITUAL

Autores

DOI:

https://doi.org/10.37781/vidya.v41i1.3720

Resumo

O entendimento das configurações eletrônicas constitui-se como um conhecimento fundamental em Química, pois permite explicar e prever diversas propriedades atômico-moleculares da matéria. Por este tema estar presente em livros didáticos de Química (LDQ), é relevante que sejam analisados, uma vez que norteiam a prática de muitos docentes. Neste sentido, o objetivo deste trabalho foi analisar como os autores dos LDQ aprovados no Programa Nacional do Livro Didático (2018-2020) têm abordado a configuração eletrônica do ponto de vista histórico-conceitual. Para isso, consultamos os trabalhos originais dos cientistas que contribuíram para o desenvolvimento da distribuição eletrônica (Thomson, Bohr, Stoner, Sommerfeld, Karapetoff, Madelung, Pauling e Yi), bem como outros trabalhos para avaliar a adequação histórica e conceitual. Os resultados destacam a necessidade de revisão dos LDQ, principalmente no que diz respeito à abordagem histórica, pois apresenta uma história individualista, em detrimento de uma abordagem mais contributiva para o entendimento da evolução do conceito.

Biografia do Autor

Adilson Luís Pereira Silva, Departamento de Química da Universidade Estadual do Maranhão, Campus Paulo VI de São Luís.

Mestre e licenciado em Química, especialista em Mídias da Educação, todos pela Universidade Federal do Maranhão.
Atualmente é professor assistente do Departamento de Química da Universidade Estadual do Maranhão, São Luís, MA -BR.

Jaldyr de Jesus Gomes Varela Júnior, Universidade Federal do Maranhão - UFMA/Campus Dom Delgado

Possui graduação em Química pela Universidade Federal do Maranhão (2004), mestrado em Química Analítica pela Universidade Federal do Maranhão (2006), Doutorado em Físico-Química pela Universidade de São Paulo (Instituto de Química de São Carlos-IQSC/USP) e Pós-Doutorado na área de Química Quântica Computacional pelo IQSC/USP. Foi Professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão, Campus de Santa Inês. Atualmente é Professor da Universidade Federal do Maranhão (Colun-UFMA, Classe DIV, nível 3), Docente Permanente do Programa de Pós Graduação em Química da UFMA (PPGQUIM/UFMA) e Membro da Sociedade de Astronomia do Maranhão (SAMA). Tem experiência na área de Química, com ênfase em Química Quântica, Química Quântica Computacional e Modelagem Molecular, atuando principalmente nos seguintes temas: Propriedades estruturais, espectroscópicas e eletrônicas de complexos de metais de transição, adsorção de moléculas em superfícies, clusters bimetálicos, Reação de Redução de Oxigênio e Eletrocatálise.

Jackson Ronie Sá-Silva, Departamento de Biologia da Universidade Estadual do Maranhão (DBIO-UEMA)

Licenciado em Biologia e Química, bacharel em Farmácia e Bioquímica, especialista em Metodologia do Ensino Superior, todos pela Universidade Estadual do Maranhão. Especialista em Biologia pela Universidade Federal de Lavras. Mestre em Saúde e Ambiente pela Universidade Federal do Maranhão e doutor em Educação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos. Atualmente é professor Adjunto do Departamento de Biologia da Universidade Estadual do Maranhão e líder do Grupo de Pesquisa Ensino de Ciências, Saúde e Sexualidade (GP-ENCEX). São Luís, MA – BR.

Hawbertt Rocha Costa, Universidade Federal do Maranhão - UFMA/Campus III-Bacabal-MA

Licenciado em Química, Mestre em Química Análitica, todos pela Universidade Federal do Maranhão. Dotuor pela Universidade Júlio de Mesquita Filha - UNESP-Bauru/SP. Atualmente é professor Adjunto da Universidade Federal do Maranhão no Campus de Bacabal no curso de Licenciatura em Ciências Naturais e Professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciência e Matemática no Campus Dom Delgado da UFMA. 

Downloads

Publicado

2021-06-16