O FENÔMENO DA DESCRIÇÃO NA ANÁLISE TEXTUAL DISCURSIVA: A DESCRIÇÃO FENOMENOLÓGICA COMO DESENCADEADORA DO METATEXTO

Maria do Carmo Galiazzi, Robson Simplicio de Sousa

Resumo


Neste texto, temos como objetivo apresentar a “descrição” como desencadeadora da escrita no movimento analítico na Análise Textual Discursiva (ATD), metodologia qualitativa de análise difundida em pesquisas em Educação. Desconhecemos textos que abordem a temática descrição em ATD, o que também justifica elaborarmos compreensões acerca deste fenômeno. Temos nos dedicado a compreender a categoria na ATD. Para isso, fizemos um exercício de análise no livro “Análise Textual Discursiva” (MORAES e GALIAZZI, 2007), usando-a como metodologia de análise. A partir das influências teóricas desta metodologia, iniciamos pela pressuposição de que uma descrição densa permite uma imersão nos fenômenos estudados com implicações nas interpretações e significados atribuídos a eles em direção a sua compreensão. Entretanto, como argumento central, percebemos que, na ATD, a perspectiva fenomenológica orienta o processo de elaboração categorial, a produção do metatexto e exige a interpretação hermenêutica.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.37781/vidya.v41i1.3588

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM

 

 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.