RACIOCÍNIO PROPORCIONAL EM UMA ATIVIDADE DE MODELAGEM MATEMÁTICA POR ALUNOS DA EDUCAÇÃO INFANTIL

Letícia Coutinho, Emerson Tortola

Resumo


Com o objetivo investigar como alunos da Educação Infantil mobilizam o raciocínio proporcional em uma atividade de modelagem matemática, analisamos uma atividade de modelagem matemática desenvolvida com 17 alunos de uma turma de maternal III, de 3 e 4 anos, em um Centro Municipal de Educação Infantil, público, localizado no Centro Ocidental Paranaense. Os dados foram coletados por meio de gravações em áudio, vídeo, registros fotográficos, anotações em diário de campo dos pesquisadores e produções escritas dos alunos. Os dados foram submetidos à uma análise qualitativa a partir da qual sinalizamos os indícios de mobilização do raciocínio proporcional, com base nos sete aspectos caracterizados por Lamon (2012). Os encaminhamentos dos alunos para a atividade de modelagem matemática indicam que ao interpretar a situação-problema, eles identificaram grandezas, observaram seus comportamentos e inferiram relações entre elas, mobilizando os aspectos: quantidades e covariação, raciocínio relativo, partilha e comparação, unitização e medição.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.37781/vidya.v40i2.3390

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM

 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusiva dos autores.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.