OLHAR [PARA] E PENSAR [COM] AS IMAGENS: PROBLEMATIZAÇÕES PARA A CONSTRUÇÃO DE UMA HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO FINANCEIRA

Jéssica Ignácio de Souza, Cláudia Regina Flores

Resumo


Diante do aumento na produção de pesquisas sobre a inserção da educação financeira no ensino de matemática bem como da sua inclusão na Base Nacional Comum Curricular, consideramos emergente historicizar a constituição desse tema, tendo como base as ferramentas da genealogia apresentadas por Michel Foucault. Neste artigo, problematizamos uma educação financeira, que se instituiu emergente na década de 1960, com imagens da arte considerando-as como elementos de uma dispersão de acontecimentos formados por pensamentos, práticas, formas de ser, dizer, fazer e cultuar econômicos que conduzem a um tipo de educação. Para tanto, consideramos os escritos de Hans Belting sobre o que é imagem, e de Jacques Rancière para a discussão sobre estética e política. Além disso, analisamos as imagens do artista Andy Warhol, um dos principais nomes da chamada Pop Art. Estas imagens mostram o protagonismo do consumo, vivenciado na década de 60.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM

 

 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.