COMO PROFESSORES EM FORMAÇÃO CONTINUADA COMPREENDEM O CONCEITO DE LIMITE

Eleni Bisognin, Vanilde Bisognin

Resumo


Nesse trabalho são apresentados resultados de uma pesquisa que teve como objetivo analisar como o conceito de limite é compreendido por professores em formação continuada, por meio da análise das imagens conceituais desses professores acerca do conceito de limite. Os participantes da pesquisa são professores que estão cursando o mestrado em Ensino de Matemática. Os resultados da pesquisa foram analisados seguindo as ideias de Tall e Vinner (1981) e Vinner (1991) sobre imagem de conceito e definição de conceito que constituíram a base da fundamentação teórica dessa pesquisa. Foi aplicada uma sequência de atividades com perguntas abertas sobre as diferentes representações do conceito de limite expressas na forma verbal, gráfica e algébrica. As observações feitas sobre o desempenho dos professores foram registradas no diário de campo das pesquisadoras e serviram de subsídios para análise dos dados. Os resultados da pesquisa apontam que o conceito de limite, apesar de ter sido trabalhado no curso de licenciatura, ainda apresenta dificuldades para compreensão pela maioria dos professores participantes da pesquisa, principalmente quando o conceito é apresentado por meio de uma representação gráfica.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.37781/vidya.v37i2.2044

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM

 

 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.