FORMAS, PADRÕES, VISUALIZAÇÃO E ILUSÃO DE ÓTICA NO ENSINO DA GEOMETRIA

Ana Maria Martenen Roland Kaleff

Resumo


Apresenta-se um relato envolvendo orientações advindas dos principais documentos governamentais sobre educação inclusiva, alfabetização matemática e formação de professores de Matemática (Plano Nacional da Educação, 2011-2020, Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa e Parâmetros Curriculares Nacionais). A habilidade da visualização é analisada à luz destas orientações objetivando alertar para a possibilidade de o atual ou futuro professor do segundo ciclo do Ensino Fundamental poderem não estar preparados para lidar com alunos alfabetizados segundo tais orientações. Além disso, apresentam-se fatores filosóficos e históricos do ensino de Geometria que influenciam a aquisição desta habilidade. São apresentadas duas práticas didáticas voltadas ao desenvolvimento da visualização e à aprendizagem de conceitos geométricos, envolvendo recursos concretos e virtuais criados no Laboratório de Ensino de Geometria (LEG/UFF). Uma delas trata da simetria axial plana e a outra da representação de desenhos de sólidos geométricos em perspectiva.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.37781/vidya.v35i2.602

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM

 

 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.