DE UM DEUS ODIOSO A UM DIABO AMOROSO

Maria Eunice Moreira

Resumo


Em 1966, ao publicar um de seus escritos, intitulado "Subversão do sujeito e dialética do desejo do inconsciente freudiano", Jacques Lacan recorreu a uma pequena e antiga novela para estudar a questão do sujeito e situar o lugar do demônio como voz do desejo. Seguindo as trilhas de seu mestre, Sigmund Freud, que também buscara na literatura uma fonte de referência para suas análises, através do Fausto, de Goethe, o psicanalista francês orientou seus estudos tomando por referência uma pergunta feita pelo diabo, num texto do século XVIII intitulado O diabo amoroso, de Jacques Cazotte, cuja história há muito se perdera na memória dos leitores.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM

 

 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.