COMPREENSÕES DO ENSINO DE CIÊNCIAS NOS ANOS INICIAIS

Lucas Maximiliano Tomé, Josiel de Oliveira Batista, Luciane Ferreira Mocrosky

Resumo


Este artigo trata de uma pesquisa qualitativa fenomenológica, orientada pela interrogação “que compreensões o professor dos anos iniciais tem sobre Ciências e o seu ensino”? O trajeto foi de estudo bibliográfico documental do ensino de Ciências e dos professores dos anos iniciais do Ensino Fundamental, abrangendo aspectos da legislação e culminado com o discurso de professores atuantes em tal fase escolar. As falas revelam que os docentes no município investigado estão imersos num mar de desafios: o quadro não conta com professores especializado; a maioria são responsáveis por aulas de Educação Física e Ciências, dividindo seu tempo entre dois campos do saber; falta formação inicial e continuada; as exigências da alfabetização, leitura, escrita e operações com números, ficam na linha de frente. No ímpeto de ensinar, os docentes fazem escolhas que julgam pertinentes, passando longe do trabalho em alfabetização cientifica dos alunos, por não darem conta dela nem para si.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.37781/vidya.v41i2.3817

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM

 

 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.