POSSIBILIDADES PARA ENSINAR E APRENDER SOBRE VOLUME E CAPACIDADE NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL

Simone Pozebon, Maiara Luisa Klein, Iasmin Martins Noro

Resumo


Entendendo que algumas problematizações possibilitam que professor e aluno se coloquem em movimento de aprendizagem e que a intencionalidade do professor é fundamental no processo de organização do ensino, busca-se na pesquisa discorrida neste artigo identificar indícios de aprendizagem de volume e capacidade a partir de uma situação desencadeadora de aprendizagem. Fundamentadas nos pressupostos da Teoria Histórico-Cultural, especialmente da Atividade Orientadora de Ensino, as ações aqui analisadas foram desenvolvidas pelos participantes do projeto Clube de Matemática da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) em uma turma de 4.º ano de uma escola pública de Santa Maria - RS. As análises indicam que, no processo de ensino e aprendizagem, os alunos conseguiram estabelecer uma relação entre os conceitos de volume e capacidade e que é possível utilizar materiais sensoriais na sua abordagem. Assim, com base na situação realizada, depreendemos ser potente e importante trabalhar essas grandezas nos anos iniciais, alcançando sínteses conceituais.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.37781/vidya.v40i2.3344

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM

 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusiva dos autores.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.