Qualidade higiênico-sanitária e o perfil de feirantes e usuários das feiras-livres de Santa Maria - RS

Anieli Golin, Marjorie Aparecida Silva Coden, Renata Irineu Rolim, Silvana Maria Michelin Bertagnolli, Karen Mello de Mattos Margutti, Cristiana Basso

Resumo


O objetivo do estudo foi aplicar e adaptar uma lista de verificação em boas práticas para feiras livres, identificando o perfil dos feirantes e usuários, o tipo de produto comercializado e sua avaliação microbiológica. A lista de verificação foi aplicada e as bancas classificadas em Bom, Regular e Deficiente. O perfil dos feirantes e usuários foi investigado por meio de questionário. Nos produtos de origem animal mais comercializados foi realizada análise microbiológica. As 70 bancas foram classificadas como regulares e deficientes. A maioria dos feirantes (51,43%) possuem ensino fundamental incompleto e são proprietários (89%). A qualidade do produto e a proximidade da moradia foram os maiores motivos de procura, sendo esta por produtos de origem vegetal. A lista de verificação aplicada nesta pesquisa apontou a falta de segurança higiênico-sanitária dos produtos comercializados, demonstrada pela má qualidade microbiológica dos produtos de origem animal.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM


 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.

Todos os custos são cobertos pelo Centro Universitário Franciscano.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.