O Fanzine como ferramenta de leitura, interação, comunicação e interpretação nos contos de Clarice Lispector

Alexandre Roberto Camillo Flores, Taís Steffenello Ghisleni

Resumo


O artigo objetiva refletir sobre a experiência do uso de fanzines como ferramenta para ativar o interesse pela leitura e compreensão dos temas discutidos em contos da escritora Clarice Lispector. A atividade contou também com o objetivo de ampliar a integração e comunicação entre os alunos, funcionários e professores do Colégio Antônio Alves Ramos, a partir da distribuição dos fanzines produzidos em aula. A metodologia utilizada tem natureza qualitativa e apresenta um relato de experiência do primeiro autor. A produção de fanzine serviu como estímulo à leitura dos contos “Amor”, “Felicidade clandestina” e “Feliz Aniversário” e surgiu pela necessidade dos alunos por uma atividade de livre formatação, distribuição e expressão. Os resultados obtidos demonstraram que a atividade sugerida proporcionou uma forma mais estimulantes e incentivadora à leitura e interpretação dos textos.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.37780/ch.v23i2.4068

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM


 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.

Todos os custos são cobertos pela Universidade Franciscana.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.