Inserção do acompanhamento psicológico no setor de Tuberculose e Hanseníase em Santa Maria/RS

Ana Laura de Oliveira, Cláudia Zamberlan

Resumo


A tuberculose, apesar de ser uma doença antiga e curável, apresenta-se como emergência em saúde pública no Brasil. Isso ocorre, devido ao abandono do tratamento e, em detrimento aos fatores externos e sociais que influenciam e acompanham o tratamento da doença. A dificuldade na adesão terapêutica e os questionamentos sobre o diagnóstico e o tratamento estão interligados. Assim, objetivou-se analisar a inserção do acompanhamento psicológico em pacientes com diagnóstico de Tuberculose no Setor de Tuberculose e Hanseníase em Santa Maria/RS. A história oral de vida, realizada com uma população de quatro participantes, foi a metodologia elencada. A coleta foi realizada no Setor de Tuberculose e Hanseníase de Santa Maria/RS e a análise foi por conteúdo. Os resultados evidenciaram a importância dos acompanhamentos psicológicos desde o diagnóstico até a continuidade do tratamento para tuberculose, pois possibilitaram escuta qualificada, redução e alívio de interferências externas, sentimento de empoderamento nos pacientes assistidos, e, consequentemente maior adesão ao tratamento medicamentoso. Percebeu-se maior adesão e consequentemente maior atenção e escuta ativa a esse grupo populacional.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.37780/ch.v22i1.3619

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM


 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.

Todos os custos são cobertos pela Universidade Franciscana.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.