Salão de beleza: um olhar sobre a saúde física e mental do trabalhador do setor de cuidados com as mãos

Valéria Bevilaqua, Liana Bohrer Berni

Resumo


O objetivo da presente pesquisa foi identificar a percepção de qualidade de vida no trabalho, refletir sobre a saúde física e psicológica de manicures, entender a rotina de trabalho, assim como analisar o que significa ter qualidade de vida para essas profissionais. Trata-se de um estudo qualitativo, do tipo exploratório, realizado com quatro manicures de um salão de beleza, no interior do Rio Grande do Sul. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas, com 17 questões abertas, envolvendo temas como reconhecimento, aperfeiçoamento, ergonomia, entre outros. O estudo revelou as concepções de qualidade de vida dentro e fora do âmbito do trabalho para as profissionais, envolvendo aspectos financeiros e de saúde. Ainda, expôs que a vida pessoal e o trabalho se misturam, influenciando um ao outro e que saúde e qualidade de vida no trabalho são dois temas que devem ser estudados juntamente e não de forma dissociada, por interferirem diretamente um no outro. Faz-se necessária maior atenção ao setor de manicures, além do desenvolvimento de programas que valorizem a saúde física e mental dessas trabalhadoras.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM


 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.

Todos os custos são cobertos pela Universidade Franciscana.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.