Gestão escolar e as possíveis contribuições para a formação do professor nas dimensões: pessoa, partilha e prudência

Eliane Sousa Araújo, Noemi Boer

Resumo


Neste estudo, tem-se por objetivo geral analisar as funções da gestão escolar na formação do professor, centradas nas dimensões pessoa, partilha e prudência. A pesquisa é de abordagem qualitativa e de natureza bibliográfica, realizada a partir de fontes secundárias. Investigaram-se temas referentes à organização, funções e gestão escolar, bem como a respeito da formação do professor, nas dimensões citadas. Essas dimensões têm um caráter ético e foram complementadas com a visão franciscana do tema. Constatou-se que o sentido atribuído às dimensões pessoa e partilha é o mesmo entre os autores estudados. Em relação à prudência, Nóvoa (2009) entende-o como um aspecto importante na vida do professor, especialmente nas relações com colegas e alunos. Refere-se também ao ato de ensinar aquilo que é preciso ensinar e às razões pelo qual o professor ensina. Já, a filosofia Franciscana conserva uma concepção medieval de prudência, restritas às relações entre homem mulher. Conclui-se que a gestão escolar democrática é o modelo mais adequado e o mais fiel à formação do professor.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM


 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.

Todos os custos são cobertos pela Universidade Franciscana.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.