Literatura Brasileira em RPG ‘Cartas a Vapor’ e a contribuição do livro-jogo à classe

Autores

Resumo

Em uma aula de Literatura, atrair a atenção é um constante ensaio do labor profissional docente. Entre a fluidez audiovisual, cujas tramas se desenrolam no percurso imediato das cenas, um apanhado de letras, mesmo em linhas que sustentam interessantes histórias, pouco alcança a notoriedade de pessoas desacostumadas com o hábito de leitura. Entretanto, em um ambiente escolar, cabe perguntar: como a apreciação imagética dos alunos, curiosamente tornará o primeiro passo para que a Literatura mostre, no ensino, sua resposta ao mundo através da linguagem da consciência ou da percepção? Nessa perspectiva, o presente ensaio, através do método empírico sob a égide da análise qualitativa sobre a gameficação em sala de aula, objetiva olhar para esta disciplina, cujo livro é o principal material em mãos, com atenta reflexão para a necessidade de um recurso que estenda suas páginas à vontade de realizar sua ficção, em especial dentro de jogos. Cartas a Vapor, por exemplo, um jogo de RPG manual inspirado no livro A lição de anatomia do temível Dr. Louison, de Enéias Tavares, reúne o que foi escrito - um enredo criativo com personagens da literatura clássica brasileira revivendo suas histórias em cenários retrofuturistas - e a disposição prática de entrosamento entre aluno e conteúdo estudado através da participação no jogo e nos livros. Sua primeira regra: começar por aquele que leu um livro recentemente. Eis que finalmente soma-se mais uma capacidade na docência da Literatura: o ponto de partida do próprio educando neste caminho de expressiva manutenção do pensamento dos autores, de suas histórias e do estudo geral da Literatura como uma anatomia crítica da imaginação.

Biografia do Autor

Larissa Daiane Pujol Corsino dos Santos, Universidade Franciscana - UFN

Mestre em Ensino de Humanidades e Linguagens (UFN).

Taís Steffenello Ghisleni, Universidade Franciscana - UFN

Doutora em Comunicação (UFSM). Coordenadora do Laboratório de Pesquisa em Comunicação (LAPEC). Professora do Curso de Publicidade e Propaganda e do Mestrado em Ensino de Humanidades e Linguagens.

Downloads

Publicado

28-11-2022

Edição

Seção

Artigos