A cobrança de ingressos diferenciados entre sexos nas boates na cidade de Santa Maria - RS: um estudo de caso acerca da nota técnica Nº 2/2017/DPDC/SENACON

Carolina de Oliveira Rohde, Priscila Cardoso Werner

Resumo


A reafirmação dos vetores constitucionais e consumeristas evidenciaram a utilização de práticas abusivas, uma vez que cobrar valores diferenciados entre sexos denota uma imagem da mulher como produto. O objetivo dessa pesquisa é realizar um exame crítico acerca da nota técnica implementada repudiando as publicidades abusivas relativas a cobrança de ingresso desigual que acaba por reproduzir a ideia de fácil acesso a corpos femininos na esfera das boates de Santa Maria/RS. Ainda, o estudo utilizou o método de abordagem estudo de caso e de procedimento, o histórico e comparativo para instruir a pesquisa. Os resultados definitivos encontrados mostram uma mudança parcial após a publicação da nota técnica nº 2/2017/DPDC/SENACON, uma vez que se nota a não diferenciação de ingressos por sexo, no âmbito dos espaços de lazer e entretenimento, fato que já está se modificando mesmo que de forma gradual em nossa sociedade.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.37778/sa.v15i2.2725

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM

 

 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.

Todos os custos são cobertos pelo Centro Universitário Franciscano.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.