Avaliação biológica e toxicológica de nanotubos de carbono

Samuel Davies, José Alcides Viçosa, Solange Cristina Hoelzel

Resumo


Os nanotubos de carbono são materiais que constituem uma nova tecnologia com diversas expectativas. Para um uso consciente e seguro é necessário a realização de testes avaliando sua toxicidade in vitro e in vivo, para uma segurança em sua utilização em organismos vivos. A toxicidade destes nanotubos de carbono ainda gera muitas dúvidas quanto à absorção, distribuição, acumulo e eliminação deste material. Neste trabalho avaliou-se a toxicidade de nanotubos de carbono de parede múltiplas (NCPM) na concentração de 0,5µg/ml  por via intraperitoneal em  camundongos. Os animais foram observados por 30 dias quanto as alterações no peso, órgãos e alterações comportamentais dos camundongos. Observou-se uma diminuição da massa pulmonar, escurecimento do fígado e perda de peso nas primeiras 24 horas. A descoberta da biocompatibilidade de nanotubos é fundamental para que venham ser utilizados em organismos vivos com segurança.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM


 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.

Todos os custos são cobertos pelo Centro Universitário Franciscano.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.