Avaliação da adequação de dietas publicadas por revistas não científicas

Carina Siqueira Martelli da Silva, Vanessa Ramos Kirsten

Resumo


A mídia influencia na definição do ideal de beleza e no comportamento de controle de peso da população, podendo levar a situações de risco social, associadas ao aumento dos agravos à saúde. Objetivou-se, neste estudo, verificar a qualidade das dietas publicadas por revistas não científicas e relacionar a adequação nutricional quanto à sazonalidade da publicação. Foram analisadas 24 dietas publicadas em revistas não científicas para identificar o efeito na redução de peso, disponíveis no comércio de bancas de revistas no ano de 2010. A maioria das dietas apresentaram-se hipoglicídicas (91,7%, n=22), hiperproteicas (91,7%, n=22) e hiperlipídicas (91,7%, n=22). Constatou-se que (66,7%, n=16) necessitavam de modificações e (33,3%, n=8) estavam inadequadas. Os nutrientes que alcançaram as recomendações foram fibras totais (22,77±9,04g), colesterol (159,86±126,15mg), potássio (2044,78±531,2mg), sódio (1817,99±867,54mg) e vitamina C (149,06±124,6mg). As dietas apresentaram-se inadequadas e necessitando modificações, tornando-se imprescindível maior esclarecimento quanto à importância da redução de peso corporal sustentada, saudável e que promova benefícios à saúde do indivíduo.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM


 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.

Todos os custos são cobertos pelo Centro Universitário Franciscano.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.