O nível investigativo das atividades experimentais propostas em livros didáticos de Ciências do Ensino Fundamental

Gabriela Rodrigues da Cunha, Márlon Pessanha

Resumo


O livro didático serve de fonte de conhecimento, exercícios, atividades e referência para professores. O PNLD estipula critérios que devem ser contemplados, o que incluem alguns relacionados com as atividades experimentais presentes nos livros. Neste artigo, apresentamos um estudo sobre o nível investigativo de propostas de atividades experimentais presentes em livros didáticos de ciências do Ensino Fundamental. Em nosso estudo centrado em quatro atividades, verificamos um baixo grau de investigação, sem situações problematizadoras que envolvam os alunos, com roteiros fechados a serem seguidos, e com uma indicação de participação limitada, passiva e, em certa medida, mecânica dos alunos. Julgamos importante que novos estudos sejam realizados, buscando revelar o papel e nível investigativo de outras atividades experimentais presentes em livros didáticos de ciências.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.37780/ch.v22i2.3945

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM


 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.

Todos os custos são cobertos pela Universidade Franciscana.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.