Avós cuidadoras e seus netos: uma reflexão sobre as configurações familiares

Andrea Nascente Ribeiro, Marcele Pereira da Rosa Zucolotto

Resumo


Neste artigo, aborda-se um elemento cada vez mais frequente nas famílias da contemporaneidade: avós que assumem a criação de seus netos. A partir das mudanças nas configurações familiares contemporâneas, pode-se refletir sobre o lugar que os avós vêm sendo chamados a ocupar. Além disso, o aumento da longevidade tem permitido a convivência mais prolongada de três ou mais gerações, levando os idosos a participarem mais ativamente da vida de seus familiares. No presente estudo, foram levantados dados que mostram as mudanças e dificuldades enfrentadas pelas avós que vieram a substituir pais falecidos, pais separados ou pais que não quiseram assumir a criação dos filhos. Fundamentado em entrevistas qualitativas, este trabalho teve como objetivo investigar o papel que essas avós cuidadoras desempenham na vida de seus netos a partir de suas perspectivas, além de verificar o impacto de terem se tornado cuidadoras integrais de seus netos, bem como verificar questões a respeito do bem-estar e da satisfação com relação às funções que desempenham. Alguns dos principais resultados obtidos na análise dos dados foram que o fato de ser avó, para as entrevistadas, é muito semelhante a ser mãe, e essas mulheres acabam tendo que se deparar e aprender a diferenciar qual função desempenham na vida de seus netos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM


 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.

Todos os custos são cobertos pela Universidade Franciscana.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.