Como são as relações afetuosas de mulheres violentadas na infância

Carolina Soldera, Gabriella Vieira, Michele Pereira, Fernanda Real Dotto, Janaína Pereira Pretto Carlesso

Resumo


No presente estudo, foi analisada a produção científica sobre a violência sexual, particularmente as repercussões do abuso sexual na vida afetiva de mulheres adultas. Este artigo teve como objetivo verificar as repercussões do abuso sexual vivenciado na infância e examinar seus reflexos negativos nas relações afetivas de mulheres na idade adulta. A pesquisa foi realizada por meio de uma revisão bibliográfica sobre o assunto num período de dois meses nas seguintes bases de dados eletrônicas: Scielo, Google Acadêmico, PePSIC, Lilacs. Pelos resultados obtidos, constatou-se que a violência sexual sofrida na infância pode repercutir negativamente nas relações afetivas de mulheres adultas, potencializando o surgimento de desordens afetivas, comportamentais e sociais, tais como: quadros depressivos retraimento, medo, agressividade, baixa autoestima, promiscuidade, falta de confiança no parceiro e carência de desejo sexual. Portanto, a violência sexual sofrida durante a infância poderá interferir no estabelecimento de vínculos afetivos na vida adulta, por isso, deve ser tratada o mais precocemente possível por meio de ações preventivas e interventivas na área de Psicologia.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM


 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.

Todos os custos são cobertos pela Universidade Franciscana.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.