A adoção homoafetiva na opinião de estudantes do Direito e da Psicologia

Anelise Ferigolo Alves, Cristiane Bottoli

Resumo


Esta pesquisa de cunho qualitativo objetivou compreender como os estudantes dos cursos de Psicologia e Direito percebem a adoção homoafetiva, buscando identificar a forma como compreendem essa realidade e verificar que estratégias poderiam ser utilizadas nestes casos. A coleta de dados deu-se através de uma entrevista semiestruturada, com 7 acadêmicos dos cursos de Psicologia e Direito de uma instituição privada. Após, utilizou-se como procedimento a análise de conteúdo. Os resultados mostraram estudantes favoráveis à adoção homoafetiva; destacaram sua importância na atualidade e também relataram que a sexualidade dos pais não deveria ser um impedimento para a adoção de uma criança, pois não haveria nenhuma influência da mesma para o desenvolvimento infantil.  Três estudantes deixaram claro que trabalhariam com base no desejo de o casal adotar e no conhecimento de seus motivos para isso. Notou-se que não há uma diferença nas opiniões dos estudantes da Psicologia e do Direito.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM


 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.

Todos os custos são cobertos pela Universidade Franciscana.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.