"Eu sou um número lá dentro": Adoecimento e afastamento do trabalho e suas repercussões sobre a saúde e os modos de vida do trabalhador

Vanessa de Carvalho Ramos, Elisete Soares Traesel

Resumo


No presente artigo, apresentam-se e discutem-se as condições existentes notrabalho que contribuem para o adoecimento e afastamento do trabalho e suas repercussões sobre a saúde e os modos de vida do trabalhador, a partir dos relatos de um grupo de trabalhadores com diagnóstico de depressão, estresse e lesões corporais relacionados ao trabalho. Para isso, foi utilizada a abordagem da Psicodinâmica do Trabalho com o intuito de conhecer as vivências desses trabalhadores por meio da escuta em grupo. Constatou-se que as pressões, conflitos, insegurança, excesso de trabalho e a ausência de reconhecimento são fatores contribuintes para seu adoecimento e, possivelmente, para o afastamento do trabalho. Tais fatores resultam em sofrimento, pois favorecem a ocorrência de ameaças e de assédio moral, visando a coagir e controlar. Conclui-se que a flexibilização da organização e a disponibilização de um espaço de discussão para os trabalhadores podem colaborar para tornar o trabalho menos penoso e mais saudável.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM


 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.

Todos os custos são cobertos pela Universidade Franciscana.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.