Microrregiões geográficas do Rio Grande Do Sul: uma caracterização econômica a partir do modelo de Weaver

Franciele Francisca Marmentini Rovani, Mauro Werlang, Roberto Cassol

Resumo


A ciência geográfica, ao longo de sua trajetória e estudos, procura, por meio dos métodos de análise, identificar, compreender e analisar as dinâmicas espaciais. As técnicas quantitativas, incorporadas à pesquisa geográfica a partir da década de 1950, enfatizam a mensuração dos fenômenos. A finalidade deste trabalho foi caracterizar as microrregiões geográficas do Rio Grande do Sul de acordo com sua estrutura econômica, por meio de dados quantitativos relativos às atividades da agropecuária, indústria e serviços através da aplicação do modelo de Weaver. Observa-se o predomínio das atividades no setor de serviços. A agropecuária e a indústria, apesar de serem majoritariamente representativas em apenas três microrregiões, são fundamentais para a constituição da estrutura econômica do Estado.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM


 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.

Todos os custos são cobertos pela Universidade Franciscana.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.