Economia popular solidária: uma experiência de inclusão na Cooesperança, Santa Maria, RS

Zelir Terezinha Bittencourt, Kellen Gomes de Oliveira, Jane Cláudia Jardim Pedó

Resumo


Na pesquisa, teve-se por objetivo conhecer e mapear os espaços de comercialização de dez grupos de Economia Popular Solidária (EPS), sendo seis da área urbana e quatro da área rural, no município de Santa Maria, Estado do Rio Grande do Sul, que integram a Cooperativa Mista dos Pequenos Produtores Rurais e Urbanos (COOESPERANÇA). Este estudo é relevante porque trata de um assunto que emerge da população menos favorecida, além de ser campo de atuação multiprofissional para fazer frente aos problemas oriundos das transformações no mundo do trabalho, como tentativa de reconstrução da identidade cidadã, no resgate do trabalho, dentro da lógica da solidariedade. Ao final da pesquisa, identificou-se a existência de seis espaços de comercialização, localizados em sua grande maioria no centro da cidade. Os sujeitos envolvidos são naturais de Santa Maria, a maioria é seguidor da religião católica e mora no perímetro urbano (60%). Possuem renda entre um e cinco salários-mínimos, o que denota um sinal bastante positivo, já que o pagamento é obtido com o produto de trabalho desenvolvido dentro do projeto de EPS.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM


 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.

Todos os custos são cobertos pela Universidade Franciscana.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.