Marxismo e dialética na perspectiva da ciência geográfica

Luiz Carlos da Rosa, Elsbeth Léia Spode Becker

Resumo


A ciência geográfica, ao longo da história e até os dias atuais, passou pordiversas transformações, à medida que o espaço e a sociedade também semodificavam. Neste trabalho, objetivou-se discutir os usos e as contribuiçõesdo marxismo e da dialética na renovação da Geografia. Para tanto, efetuou-seuma pesquisa bibliográfica, com diversas fontes, catalogadas em fichas queserviram para identificação das obras consultadas e ordenação dos registros.Buscou-se enfocar, especialmente, a Escola Crítica ou Radical ou da GeografiaNova, que rompe com a filosofia norteadora das escolas anteriores, Positivistase Neopositivistas, passando a utilizar a análise dialética na Geografia, aoestabelecer que a realidade material e o pensamento só existem sob a forma demovimento, em que a dinâmica das coisas e dos objetos está em um processode constante transformação e sua estrutura teórica tem suporte fundamentado noMaterialismo Histórico e Dialético.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM


 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.

Todos os custos são cobertos pela Universidade Franciscana.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.