Nos Arredores da colônia: os proprietários nacionais e o comércio de terra no contexto da imigração italiana

Alejandro Jesus Fenker Gimeno, Janaina Souza Teixeira

Resumo


Neste trabalho, o objetivo foi compreender o processo de comercialização das terras dos proprietários nacionais a partir das terras da família Martins Pinto, no contexto da criação e estabelecimento da colônia de imigrantes italianos, na Região Centro do Estado. Para a realização deste estudo, contamos com fontes documentais e bibliográficas. Com a entrada de mais imigrantes no núcleo colonial de Santa Maria da Boca do Monte, necessitava-se de mais terras para serem medidas e demarcadas. Outros núcleos foram criados nas proximidades, mas ficaram distanciados por existirem terras de particulares que os intermediavam e serviriam àquela necessidade. A compra de terras dos proprietários nacionais por imigrantes, objeto deste trabalho, teve a ação de sociedades loteadoras que agiam em outras regiões da província e que aqui foram de importante relevância. Tomando por referencial teórico a História Agrária, preocupamos-nos em entender o processo de consolidação da estrutura fundiária regional, baseada na agricultura familiar e na pequena propriedade que substituiu a antiga forma de apropriação, baseada na criação e com mão de obra escrava.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM


 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.

Todos os custos são cobertos pela Universidade Franciscana.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.