Paganismo e símbolos católicos na Quarta Colônia de Imigração Italiana do Rio Grande do Sul

Maíra Inês Vendrame Alexandre Karsburg, Nikelen Acosta Witter

Resumo


Neste artigo tem-se por objetivo analisar a cultura religiosa dos descendentes dos imigrantes italianos da região da Quarta Colônia do Rio Grande do Sul, na procura de permanências de uma religiosidade antiga. Ao se observarem certas práticas cotidianas de comunidades da Quarta Colônia, constatou-se o trabalho diário na lavoura, as relações familiares no âmbito do privado, a convivência com os demais moradores, as ações comunais de cooperação e a religião, a qual aparece como base de tudo, regendo muitas das atitudes das pessoas. Esta relação com o sagrado exibe a presença de uma cultura religiosa que veio com os primeiros imigrantes italianos no final do século XIX. Esses imigrantes, por sua vez, pertenciam a um mundo rural europeu que pouco se modificou em suas estruturas, especificamente, no campo do religioso. Entrevistas com alguns moradores de comunidades campesinas da Quarta Colônia, aliada a uma revisão bibliográfica, permitiu identificar algumas crenças que se mantiveram desta cultura religiosa dos italo-descendentes. Crenças que podem ser encontradas na religiosidade deseus antepassados que viveram na Península Itálica no final do período medieval e época Moderna.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM


 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.

Todos os custos são cobertos pela Universidade Franciscana.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.