A CRÍTICA MARXIANA DO ENTENDIMENTO POLÍTICO E SUA SUPERAÇÃO NOS IDOS DE 1843 E 1844. UMA PROPOSTA DE ANÁLISE A LUZ DO ‘ESTATUTO’ DE JOSÉ CHASIN

Victor César Fernandes Rodrigues

Resumo


Este artigo tem a pretensão de situar a transição teórica operada por Marx nos idos de 1843 e 1844, baseadas na forma como José Chasin expõe a referida transição, cujo eixo de análise se apoiará na superação marxiana do entendimento político em prol do entendimento social, como fonte de sua intelecção originária. A crítica do entendimento político e sua superação nos idos de 1843 e 1844 constituem, ademais, o florescimento propriamente marxiano de Marx, razão pela qual será analisado neste artigo o problema da gênese do pensamento de Marx, partindo da premissa de que tal gênese se processou no interior da superação do entendimento político em prol do entendimento social.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.37782/thaumazein.v12i24.2438

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM

 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.

Não há custos de publicação e leitura, mas doações são bem vindas.

Todos os custos são cobertos pelo Centro Universitário Franciscano.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.