A FUNDAMENTAÇÃO ONTOPRÁTICA DO CONHECIMENTO. A ANALÍTICA DE MARX E AS NOVAS VIAS ONTOLÓGICAS NA APRECIAÇÃO DA RELAÇÃO ENTRE SUJEITO E OBJETO

Victor César Fernandes Rodrigues

Resumo


O presente artigo pretende elucidar as novas vias de resolução marxiana da relação entre sujeito e objeto, tendo como parâmetro a análise de José Chasin acerca do estatuto ontológico da obra marxiana. Com efeito, pretende demarcar o diferencial marxiano de resolução do problema, precisamente por terem sido fundamentados pela fundamentação ontoprática do ser, na atividade sensível de um objeto não mais “mudo”, e de um sujeito não mais apartado da realidade.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.37782/thaumazein.v12i24.2094

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM

 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.

Não há custos de publicação e leitura, mas doações são bem vindas.

Todos os custos são cobertos pelo Centro Universitário Franciscano.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.