A FILOSOFIA E SEU ENSINO NO NÍVEL MÉDIO: QUE PARADIGMAS SEGUIR

Rita de Athayde Gonçalves

Resumo


A Filosofia, após inúmeras inserções e retiradas dos currículos da escola médiabrasileira, está vivendo um momento especial, devido à sua inclusão como componentecurricular obrigatório no Ensino Médio, através do Parecer nº. 38/2001, homologado em 11 deAgosto de 2006. Essa nova situação da Filosofia no Ensino Médio brasileiro exige a discussão maisacirrada sobre problemas desde há muito tempo debatidos pelos professores de Filosofia,entre eles a reflexão sobre os conteúdos e as metodologias de ensino em Filosofia.


Texto completo:

PDF

Referências


BOAVIDA, João. Filosofia do ser e do ensinar: proposta para uma nova abordagem. Coimbra: Instituto Nacional de Investigação Científica, 1991.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Parecer CNE/CES 492/2001 de 03 de abril de 2001. Diretrizes Curriculares para os Cursos de Graduação em Filosofia. Brasília. Mai. 2001.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Parecer CNE/CEB nº 38/2006 de 07 de julho de 2006. Inclusão obrigatória das disciplinas de Filosofia e Sociologia no currículo do Ensino Médio. Brasília. Agosto de 2006.

HEGEL, Georg W. F. Discursos sobre educação. Lisboa: Colibri, 1994.

________________ . A Fenomenologia do Espírito. In: Col. Os Pensadores. São Paulo: Abril Cultural, 1974.

KANT, Immanuel. Resposta à Pergunta o que é <>? [<>]. In Textos Seletos. Petrópolis: Vozes , 1974.

Carta/Manifesto de Londrina em favor da Filosofia como disciplina obrigatória no Ensino Médio. Disponível em . Acesso

em 10/07/06.

CERLETTI, Alejandro. Ensino de Filosofia e Filosofia do Ensino Filosófico. In: GALLO, Silvio; CORNELLI, Gabriele; DANELON, Márcio (orgs.). Filosofia do ensino de Filosofia. Petrópolis: Vozes, 2003.

CERLETTI, Alejandro. Ensinar Filosofia: da pergunta filosófica a proposta metodológica. In: KOHAN, W. (org.). Filosofia: caminhos para seu ensino. Rio de Janeiro: DP&A, 2004.

GALLO, Silvio; KOHAN, Walter O. (orgs.). Filosofia no ensino médio. Petrópolis: Vozes, 2000.

HORN, Geraldo Balduíno. Por uma mediação praxiológica do saber filosófico no ensino médio: Análise e Proposição a partir da Experiência Paranaense.275f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Estadual de São Paulo- Faculdade de Educação, São Paulo, 2002.

LÔBO, Irene. Escolas terão prazo de um ano para incluir filosofia e sociologia no ensino médio. Disponóivel em < http://www.agenciabrasil.gov.br/>. Acesso em15 de Agosto de

MORIN, Edgar. A Cabeça bem feita. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2000.

NICOLESCU, Basarab. A Evolução Transdisciplinar a Universidade Condição para o Desenvolvimento Sustentável. Disponível em Acesso em 24/1104.

OBIOLS, Guilhermo. Uma introdução ao ensino da Filosofia. Ijuí: Unijuí,

PLATÃO. A República. Lisboa: Fundação Caloustre Gulbenkian, 1987.

PORTA, Mario A. G. A Filosofia e seus problemas. São Paulo: Loyola. 2002.

RIBAS, Maria Alice C., MELLER, Marisa C., GONÇALVES, Rita de C. S. de Athayde. Reflexões sobre a necessidade de uma revisão crítica na formação do professor de filosofia. In QUADROS, Claudemir, AZAMBUJA, Guacira(orgs) Saberes e dizeres sobre a formação de professores na Unifra. Santa Maria: Centro Universitário Franciscano, 2003.

SILVA, Edison A. A formação da disciplina de Filosofia no ensino médio brasileiro (1980 – 2000): Uma contribuição à História das Disciplina Escolares. 162f. 2001. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade de São Paulo – Faculdade de Educação, São Paulo,

SILVA, Franklin, Leopoldo e. História da Filosofia: centro ou referencial. In: NIELSEN NETO, H. (org.). O Ensino de Filosofia no 2º Grau. São Paulo: SEAF/Sofia, 1986.




DOI: https://doi.org/10.37782/thaumazein.v1i1.195

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM

 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.

Não há custos de publicação e leitura, mas doações são bem vindas.

Todos os custos são cobertos pelo Centro Universitário Franciscano.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.