Relação entre presença de placa, inflamação gengival e experiência de cárie em escolares de baixo nível socioeconômico e cultural

Roger C. Moro, Luciano O. Castillo, Daniel M. Flores, Carlos Heitor Moreira, Fabrício B. Zanatta

Resumo


Neste trabalho, objetiva-se avaliar e correlacionar as condições dentais e periodontais de alunos da Escola Adelmo Simas Genro, de Santa Maria - RS. Foram avaliadas a presença de placa visível (IPV), sangramento gengival (ISG) e o número de dentes cariados, obturados e perdidos (CPO-D). Os resultados foram apresentados descritivamente por meio de médias e desvios padrão e a correlação de Spearman entre IPV e CPO-D e entre ISG e CPO-D foi realizada. A idade média foi de 9.25±2.97 anos, sendo 41% do sexo masculino e 59% do sexo feminino. Os resultados mostram um CPO-D médio de 3.05±2.81, com 72,4% dos alunos apresentando lesões cariosas, 11,6% restaurações e 6,2% perda dentária. Observou-se uma alta prevalência de IPV (98,4%) e de ISG (84,3%) com extensões médias nas superfícies de 46,49% e 17,21%, respectivamente. Além disso, IPV e ISG apresentaram correlação positiva. Entretanto, IPV e CPO-D e ISG e CPO-D não apresentaram correlação positiva. Portanto, considerando as limitações do estudo, é possível concluir que a população avaliada apresenta alta prevalência de lesões cariosas cavitadas e parece não haver correlação entre o CPO-D e a presença de placa e de sangramento gengival.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM


 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.

Todos os custos são cobertos pelo Centro Universitário Franciscano.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.