Compostos nocivos ao organismo presentes em tonalizantes capilares

Caroline Hemielewski, Rosimar Leitenberg da Silveira

Resumo


Muitas tinturas de cabelo são disponibilizadas no mercado. Os corantes sintéticos são, em maioria, superiores aos naturais em relação à variedade de cores, mas com desvantagens. A presença de produtos químicos, como amônia, peróxido de hidrogênio e metais pesados, como chumbo, torna o produto mais agressivo ao organismo. As tinturas são classificadas em permanentes, semipermanentes e temporárias, diferindo principalmente pelo tamanho das moléculas dos corantes e pela presença de agentes oxidantes que promovem a modificação da estrutura do fio capilar. Observa-se a ausência de citações de componentes nocivos à saúde em muitos produtos, o que deveria ser ressaltado nas embalagens externas, evitando, muitas vezes, os problemas causados pelas tinturas. Nas análises realizadas não se encontrou presença de chumbo, confirmando as informações dadas pelos fabricantes, assim como em relação à presença de peróxido de hidrogênio nas tinturas temporárias. Já em relação ao hidróxido de amônia, quase todos os tipos de tinturas testadas apresentaram índices elevados.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM


 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.

Todos os custos são cobertos pelo Centro Universitário Franciscano.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.