Consumo de frutas de crianças durante o distanciamento social na pandemia do Covid-19

Júlia Schmitt Neves, Luciana Mello da Silva Mello, Malwiani Aparecida Caumo, Natasha Gazzolla Sporquio, Franceliane Jobim Benedetti, Tereza Cristina Blassi

Resumo


O presente estudo teve como objetivo identificar o consumo de frutas nos lanches intermediários de crianças com idade escolar, dos sete aos dez anos, durante o período de distanciamento social da COVID-19. É uma pesquisa descritiva de opinião pública realizada a partir de um questionário online elaborado no Google Forms e divulgado através das redes sociais pessoais FacebookⓇ, InstagramⓇ e WhatsAppⓇ dos pesquisadores por duas semanas. As perguntas referiam-se ao consumo alimentar nos lanches da manhã e da tarde. Como resultado, dos 59 participantes, o consumo de frutas nos lanches da manhã e da tarde correspondem, respectivamente, a 33 (72%) e 50 (85%). Dessa maneira, a inserção desses alimentos são fundamentais para o adequado crescimento e desenvolvimento infantil associado à manutenção de ótimas condições do sistema imunológico. Assim, concluiu-se que, mesmo em distanciamento social, as crianças em idade escolar avaliadas neste estudo consomem frutas nos lanches intermediários.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM


 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.

Todos os custos são cobertos pelo Centro Universitário Franciscano.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.