Caracterização dos componentes da síndrome metabólica em idosas segundo dois critérios diagnósticos

Aline Gurski Bolzan, Laura Machado, Natielen Jacques Schuch

Resumo


Este estudo tem por objetivo verificar a prevalência de Síndrome Metabólica (SM) a partir de dois critérios diagnósticos, bem como caracterizar os componentes da SM em idosas do município de Santa Maria, RS. Para isso, realizou-se um estudo transversal com 95 idosas dessa cidade. A análise considerou mensuração de circunferência abdominal (CA) e parâmetros bioquímicos de glicemia, colesterol lipoproteína de alta densidade (HDL), triglicerídeos (TG) e pressão arterial sistêmica. As análises estatísticas dos dados foram realizadas no programa SPSS, versão 22.0. Participaram do estudo 95 idosas, com média de idade 69,9 ± 8,1 anos. Observa-se uma prevalência de CA alterada, com 76,8% e 96,8% das idosas apresentando esse componente diagnóstico da SM pelos critérios NCEP/ATPIII e IDF respectivamente. O critério que mais diagnosticou a SM foi o IDF, com prevalência de 80%, enquanto a NCEP/ATPIII diagnosticou 53,7%. Devido às características populacionais de cada região, torna-se clara a necessidade de novos estudos regionais para melhor avaliar a prevalência da SM em idosas e, com isso, aprimorar o diagnóstico e tratamento com redução do risco cardiovascular.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM


 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.

Todos os custos são cobertos pelo Centro Universitário Franciscano.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.