Perfil epidemiológico de hipertensos e diabéticos em uma Estratégia da Saúde da Família de Santa Maria/RS

Cláudia Pereira, Marlon Marinho, Talita Cassola, Ana Paula Seerig, Thiago Durand Mussoi, Adriane Cervi Blümke

Resumo


O objetivo deste estudo foi caracterizar o perfil epidemiológico de pessoas hipertensas e diabéticas cadastrados no programa Hiperdia em uma Estratégia da Saúde da Família do município de Santa Maria/RS. Foram coletados dados secundários disponíveis em 436 cadastros desse sistema, referentes ao período de 2011 a 2012. Verificou-se que 66,5% são do sexo feminino e 33,5% do masculino. A média de idade foi de 62,9 anos; 88,1% são da raça branca; 79,4% dos pacientes cadastrados possuem menos de oito anos de estudo, destes 10,3% não sabem ler e nem escrever, 15,4% são alfabetizados e 53,7% possuem ensino fundamental incompleto. A maioria dos indivíduos são acometidos por vários fatores de risco, aglomerados em efeito cascata. Destaca-se a importância de conhecer o perfil epidemiológico de pessoas hipertensas e diabéticas de um território, com possibilidade de detectar os fatores de risco para outras doenças crônicas não transmissíveis e assim atuar na prevenção dessas doenças.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM


 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.

Todos os custos são cobertos pelo Centro Universitário Franciscano.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.