Cárie dentária em crianças brasileiras: tendência e polarização

Yassmín Hêllwaht Ramadan, Annie Pozeczek Koltermann, Chaiana Piovesan

Resumo


Apesar da prevalência de cárie estar diminuindo na população infantil, os valores ainda são altos em determinados grupos da sociedade. Tais grupos são aqueles em que os fatores socioeconômicos, como uma menor renda, menor educação e piores condições de higiene bucal atuam sobre a doença cárie de forma mais determinante. Portanto, neste estudo, objetivou-se demonstrar, através de uma revisão da literatura, a tendência de diminuição da cárie dentária em crianças brasileiras e sua polarização em grupos específicos. Foram selecionados artigos publicados em revistas importantes da área de odontologia que considerassem como público-alvo crianças brasileiras de diferentes localidades do Brasil e que abordassem os temas de prevalência e fatores associados à cárie dentária. A análise dos estudos permite observar o declínio da doença cárie em crianças brasileiras nas últimas décadas, porém evidenciando a polarização dos casos em grupos em que os fatores socioeconômicos são fortemente determinantes do surgimento e desenvolvimento da doença. Os resultados compilados destes estudos podem auxiliar o planejamento de políticas de saúde públicas direcionadas para estes grupos nos quais a doença encontra-se altamente polarizada.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM


 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.

Todos os custos são cobertos pelo Centro Universitário Franciscano.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.